Álcool gel é pouco eficaz para prevenir o vírus da gripe suína.

Lavar as mãos com álcool gel, uma medida preventiva muito popular durante a pandemia de gripe H1N1 em 2009, não aumenta a proteção contra o vírus, afirma estudo divulgado anteontem em uma conferência médica nos Estados Unidos.

“Um desinfetante de mãos à base de álcool não reduz de forma significativa a frequência das infecções por rinovírus (responsáveis pelo resfriado, entre outros) ou o vírus da gripe”, afirmam os autores do trabalho.

O estudo foi apresentado em Boston, nos Estados Unidos, na conferência intercientífica sobre agentes antimicrobianos e quimioterapia (Interscience Conference on Antimicrobial Agents and Chemotherapy), que reúne em torno de 12 mil especialistas em doenças infecciosas até amanhã.

O trabalho foi dirigido por Ronald Turner, da Universidade de Virgínia, e financiado pela Dial Corporation, uma empresa de produtos de higiene e cuidado do lar, filial do grupo alemão Henkel.

“Os resultados desse estudo sugerem que a transmissão pelas mãos é talvez menos importante para a propagação do rinovírus do que se acreditava”, afirmam os autores.

Os cientistas concluíram que 12 de cada cem participantes do grupo que lavou regularmente as mãos com álcool gel foram contaminados com o vírus da gripe H1N1, enquanto que no grupo que não usou nenhum desinfetante, 15 de cada cem contraíram a doença.

Anvisa abre consulta e propõe o uso em clínicas e hospitais

Hospitais e clínicas de todo o país deverão disponibilizar preparações alcoólicas para que profissionais de saúde higienizem as mãos. É o que prevê a Consulta Pública 68/2010, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que estabelece também como as formulações devem estar disponíveis para os profissionais: nas formas gel, líquida, espuma, dentre outras.

Com essa medida, a Anvisa pretende aumentar a adesão dos profissionais de saúde ao procedimento de higienização das mãos – estimada hoje em 40%, uma taxa considerada baixa.

A consulta pública sobre o álcool gel já encerrou o recebimento de sugestões e está, atualmente, sendo avaliada pela Anvisa. Somente após a publicação da norma, haverá, de fato, a obrigatoriedade dessa disponibilização.

Texto retirado do jornal O Tempo.

Anúncios
Published in: on 12/10/2010 at 16:37  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://mariliaescobar.wordpress.com/2010/10/12/alcool-gel-e-pouco-eficaz-para-prevenir-o-virus-da-gripe-suina/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: