Geleiras de verão do Ártico podem derreter ainda esta década, afirma estudo.

A equipe de cientistas de Wieslaw Maslowski projeta que haja um derretimento das geleiras durante os verões na região do Ártico ainda nesta década, provavelmente no ano de 2016 – com margem de erro de três anos para mais ou para menos.

A previsão original, anunciada por Maslowski em 2007, gerou uma onda de críticas quando se falou que o derretimento seria em 2013. Desta vez, os pesquisadores trabalharam com um novo modelo de computador que remarcou a data “estimada”.

“Não estou tentando ser alarmista nem dizer que ‘prevemos o futuro porque temos uma bola de cristal'”, explica Maslowski à BBC Brasil. “Estamos tentando fazer com que os políticos e as pessoas percebam que o gelo de verão (do Ártico) pode sumir até o fim da década.”

O novo modelo –apresentado no encontro anual da EGU (União Europeia de Geociências, na sigla em inglês) — é projetado para reproduzir interações do mundo real, cruzando informações sobre o oceano Ártico, a atmosfera, o gelo e os rios que deságuam no mar.

Um dos ingredientes mais importantes do novo modelo é a informação relativa à espessura do gelo que flutua no mar. Satélites são cada vez mais capazes de detectar essa espessura, geralmente a partir da medição de quão acima da superfície marítima está a geleira, e indicar a profundidade do gelo.

“Desenvolvemos um modelo regional do clima do Ártico que é muito parecido com os modelos de mudança climática do IPCC [Painel Intergovernamental para Mudanças Climáticas]”, disse Maslowski, que trabalha na Escola de Pós-Graduação Naval, em Monterey, na Califórnia.

“No passado (…), projetávamos o futuro presumindo que as tendências poderiam persistir, como foi observado em tempos recentes”, explica o cientista. “Agora podemos fazer um modelo completo de cruzamentos para o passado e o presente, e ver uma previsão para o futuro quanto ao gelo do mar e o clima ártico.”

O derretimento drástico de 2007 foi o maior já registrado pelos satélites, ainda que nos anos seguintes a perda de gelo foi inferior à média de longo prazo. Alguns pesquisadores, porém, acreditam que o derretimento de 2010 se tornou tão marcante quanto o de 2007, já que as condições climáticas no ano passado estavam mais favoráveis à durabilidade do gelo.

Texto retirado do site BBC Brasil.

Anúncios

The URI to TrackBack this entry is: https://mariliaescobar.wordpress.com/2011/04/09/geleiras-de-verao-do-artico-podem-derreter-ainda-esta-decada-afirma-estudo/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: