Jacaré ilustre da Lagoa da Pampulha já é ‘pai de família’.

Morador mais ilustre da Lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte, o jacaré-do-papo-amarelo não é mais o único habitante da espécie a viver e se alimentar na lagoa artificial, inaugurada pelo então prefeito de Belo Horizonte Juscelino Kubitschek em 1938. Em julho, técnicos do Ibama capturaram pela primeira vez um filhote de jacaré-do-papo-amarelo (Caiman latirostris) na lagoa.

A descoberta reforça a teoria de biólogos que há mais de uma década desconfiam da reprodução dos animais na Pampulha. De acordo com o analista ambiental do Ibama, Daniel Vilela, responsável pelo Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), a espécie é natural da América do Sul, e existia na área da Região Metropolitana de Belo Horizonte antes da ocupação. “Em cidades vizinhas, como Lagoa Santa e Sete Lagoas, existem exemplares que são monitorados constantemente”, destaca.

O veterinário afirma que há quatro anos um outro animal foi atropelado na orla à noite. “Já sabíamos da existência de machos e fêmeas na Pampulha, mas nunca havíamos registrado filhotes. A captura do jacarezinho foi uma evidência de que eles estão se reproduzindo”, afirma.

O jacaré-do-papo-amarelo é um réptil carnívoro que, quando adulto, tem comprimento médio de 2 metros. O maior exemplar registrado no Brasil tinha 3,75 metros, e foi capturado nos anos 1990, no Pantanal do Mato Grosso. Apesar do tamanho, o Ibama não tem nenhum registro de ataques do animal a humanos em toda a história do órgão.

O perigo, de acordo com Daniel Vilela, é exatamente o contrário. Como vive em uma área povoada, os animais residentes na Pampulha correm risco constante de morrerem intoxicados ou de serem atropelados. Isso porque, à noite, a tendência é que eles procurem o asfalto, para aquecerem o corpo.

O veterinário destaca ainda que a poluição da lagoa influencia pouco no estilo de vida e no desenvolvimento dos animais. Ele explica que os jacarés se protegem da sujeira de duas formas: as defesas naturais e a alimentação. A carapaça evita a ação de fungos e bactérias. Além disso, os animais se alimentam de peixes, que têm alta capacidade de filtrar a sujeira da água. “A não ser por metais pesados, que podem influenciar na longevidade, a vida deles na Pampulha é parecida à de qualquer outra lagoa”.

Apesar da comprovação da reprodução, Daniel ressalta que a Pampulha não corre o risco de superpopulação de jacarés. A área pequena, a pouca oferta de peixes e o entorno garantiriam o equilíbrio ecológico. “São animais que precisam de muito espaço. Na competição, eles podem até comer os concorrentes”, destaca.

O jacaré-do-papo-amarelo pode viver até 50 anos, e se reproduz a partir dos 10 anos. Na época do cio, a região do papo dos machos e fêmeas fica amarelada, característica que dá o nome à espécie. Além de peixes, os animais se alimentam de gaviões, capivaras, guaxinins e outros répteis, e podem, inclusive, quebrar o casco de tartarugas com a mordida. Em cada ninhada, a fêmea coloca, em média, 25 ovos, que demoram 75 dias para chocar.

Texto retirado do site HOJE EM DIA.

OBS: Karine, obrigada pela matéria. Juro que eu não sabia… daqui a pouco teremos uma família grande, heim? Tomara!!

Na verdade, eu nem sabia que existiam mais de UM jacaré na Lagoa da Pampulha. rs

Marilia Escobar

Anúncios
Published in: on 28/09/2011 at 23:12  Comments (3)  

The URI to TrackBack this entry is: https://mariliaescobar.wordpress.com/2011/09/28/jacare-ilustre-da-lagoa-da-pampulha-ja-e-%e2%80%98pai-de-familia%e2%80%99/trackback/

RSS feed for comments on this post.

3 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Uai.. eu tb não. Sabia que existia há muito tempo. Mas achei que eles haviam o removido e o levado pro zoologico.
    Imaginava ser impossível os animais aquáticos sobreviverem naquela imundice… Tá vendo o que é ignorância? Agora já sei que é possível!

  2. Oi Marília, sei que a matéria não é sua site Hoje em Dia, mas o Daniel Vilela ele não é biólogo ele é veterinário!!!!

    • Obrigada, Rafa!

      Vou alterar agora!!!

      Beijos,

      Marilia


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: