Cão se machuca ao salvar garoto de atropelamento e família paga R$ 26 mil para tratar o animal.

cao_print

Charlie, de 10 anos, passeava com a mãe Carly, de 28 anos, e os irmãos Josh e Ben quando um carro emalta velocidade seguiu na direção da família. Percebendo que Charlie, distraído, andava no meio-fio e seria atingido pelo veículo, o cão saltou para protegê-lo.

A iniciativa rendeu uma perna quebrada, além de coluna vertebral fraturada e uma série de outras lesões ao animal de sete meses. Os gastos com o tratamento veterinário ultrapassaram valor equivalente a R$ 26 mil.

Em entrevista ao jornal The Sun desta quarta-feira (14/11), Ian, marido de Carly, revelou que o incidente foi registrado na polícia da Inglaterra e que o motorista não prestou socorro à família. Sobre os gastos com o tratamento de Geo, o inglês revelou: “Não temos este dinheiro, mas vamos dar um jeito de conseguí-lo. Nos sugeriram que sacrificar o animal seria uma solução, mas não queremos. Geo é da nossa família e devemos muito a ele”.

Texto retirado do site PLANETA BICHO. 

OBS: Binho, obrigada pela dica de matéria. Meu coração está partido com essa foto do cachorrinho. 

Marilia Escobar

Anúncios
Published in: on 30/11/2012 at 19:49  Deixe um comentário  

I Workshop da Rede Iberoamericana de Trabalho e Estudos sobre Educação Profissional e Evasão Escolar – RIMEPES.

Cartaz[1]

Coordenação: Profa. Dra. Rosemary Dore Heijmans (DECAE/FAE/UFMG).

O Workshop acontecerá nos dias 03 e 04 de Dezembro no Auditório A102 do Centro de Atividades Didáticas (CAD II), na UFMG.

O evento é gratuito e as inscrições podem ser feitas no site do evento: RIMEPES.

Mais informações: workshopeducacaoprofissional@gmail.com

Texto recebido por email.

Published in: on 30/11/2012 at 19:27  Deixe um comentário  

Prefeito de Joacaba/ SC vetou a lei que proíbe uso de animais em circos. Ajude a proibir esta exploração!

Cidades-brasileiras-aprovam-a-proibição-do-uso-de-animais-em-circos-Imagem-ANDA

Há tempos defensores dos animais vêm lutando pela criação de uma lei que PROÍBA o uso de animais em espetáculos circenses em JOAÇABA, interior de Santa Catarina. O projeto de lei foi elaborado e aprovado pela Câmara Municipal (veja o PL em http://goo.gl/3Y5ar). Porém, o prefeito Rafael Laske VETOU a lei, ou seja, por ele os animais devem continuar sendo explorados.

MANIFESTE-SE!

Escreva para os VEREADORES em Joaçaba solicitando que o veto do prefeito ao projeto seja DERRUBADO.

Segue sugestão de texto:

Assunto: PL 007/2007 – contra a violência

Exmos. Vereadores de Joaçaba

Nós, cidadãos em defesa dos animais, contamos com os seus votos para a derrubada do veto ao PL 007/2007. Não há inconstitucionalidade alguma na referida lei, dezenas de estados e municípios já legislaram sobre o tema, proibindo o USO DE ANIMAIS EM ESPETÁCULOS CIRCENSES. Joaçaba só tem a ganhar entrando para o rol das cidades que respeitam os animais, juntando-se assim a outros municípios na vanguarda da luta contra todas as formas de violência. O Brasil torce por isso. Nós e os animais contamos com a compaixão e ação de Vossas Excelências.

(Nome)
(Cidade)

Enviem a mensagem para:

Com cópia para:

Os animais agradecem!

Texto retirado do site OLHAR ANIMAL.

OBS: Amigos Leitores, recebi o texto abaixo do site OLHAR ANIMAL e é muito importante que participemos desse movimento. Nós, como protetores e amantes dos animais, não podemos deixar que essa exploração continue acontecendo aqui no Brasil. Conto com vocês!!

Marilia Escobar

Published in: on 30/11/2012 at 19:16  Deixe um comentário  
Tags:

Curso “Criação de Animais Silvestres” em BH.

 

I Brazilian Microbiome Project Meeting em Viçosa.

 

O I Brazilian Microbiome Project Meeting será realizado no dia 07 de dezembro de 2012, no Auditório do BIOAGRO da Universidade Federal de Viçosa (UFV), em Minas Gerais.

O evento visa a discussão dos objetivos e metas para o Brazilian Microbiome Project (BMP), esforço para criação de um Consórcio e Banco de Dados metagenômicos nacional.

Mais informações: http://brmicrobiome.org .

Texto recebido por email pelo CRBio 04.

Published in: on 27/11/2012 at 20:37  Deixe um comentário  

Palestra “Direitos Animais: a Abordagem Abolicionista” em Florianópolis dia 29/11. Não perca!

CRBio 4 convida: Reunião com o Secretário de Meio Ambiente.

Published in: on 21/11/2012 at 17:56  Deixe um comentário  

Programa tenta evitar extinção de espécies “feias” ameaçadas.

Animais que costumam alcançar fama mundial por estar sob ameaça, como pandas, gorilas, tigres e elefantes, tendem a ser esteticamente agradáveis, e até mesmo provocar suspiros. Eles acabam sendo privilegiados na alocação de verbas de programas para garantir a manutenção de suas espécies evitando a extinção.

Mas os cientistas que estudam os animais mais raros do planeta dizem que muitas das criaturas preciosas e ameaçadas têm características físicas que, embora talvez não sejam tão adoráveis, os fazem ser únicos.

Pesquisadores do programa de Espécies de Evolução Distinta e Globalmente Ameaçadas (Edge, na sigla em inglês) da Sociedade Zoológica de Londres pretendem aumentar a conscientização sobre esses animais que também correm risco de extinção.

Pangolins são os únicos mamíferos cobertos por escamas. Feitas de queratina, como chifre de rinoceronte ou unhas humanas, as escamas cobrem o corpo do animal de maneira sobreposta.

O animal acima é uma equidnas, um dos três mamíferos que põe ovos, assim como os répteis e as aves. Ele faz parte dos chamados monotremados – um grupo que inclui o ornitorrinco. Com nariz comprido e garras afiadas, é o mais antigo mamífero do mundo.

Outro mamífero dono de um grande nariz e que não faz parte de muitas campanhas de preservação é o golfinho do rio Ganges. Com um bico longo, dentes grandes e visíveis, ele é um golfinho de água doce, assim como o boto cor-de-rosa, natural da Amazônia.

A salamandra gigante chinesa é a maior espécie de salamandras do mundo. Ela pode atingir até 1,8 m de comprimento. Já foi muito comum em toda a China, mas tem diminuído muito ao longo dos últimos 30 anos, de acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza.

Somente nos anos 1970 o sapo parteiro de Maiorca foi descoberto e apenas a partir de seus restos fossilizados. O animal foi avistado vivo alguns anos depois, o que desencadeou um programa de reprodução em cativeiro.

Texto retirado do Jornal ESTADÃO.

OBS: Muito obrigada pela matéria, Fabinho. Uma pena que tantos animais sejam prejudicados porque não são “bonitos”. Fala sério!

Marilia Escobar

Published in: on 21/11/2012 at 17:41  Comments (1)  

Palestra “O início da docência: Aprendendo a ensinar e a ser professor” em BH no dia 19/11.

19/11

Published in: on 16/11/2012 at 21:23  Deixe um comentário  

Auto-hemoterapia – Você conhece? Pode ser utilizada em animais?

A auto-hemoterapia consiste na retirada de sangue por punção venosa e sua imediata administração por via intramuscular ou subcutânea, em que o doador e o receptor são o mesmo indivíduo. Também é conhecida como terapia do soro, imunoterapia ou auto-hemotransfusão.

Consta na literatura existente sobre o assunto que a auto-hemoterapia foi introduzida como tentativa terapêutica por Ravaut, por volta de 1910 e, desde então, tem sido utilizada como tentativa de tratamento de diversos problemas de saúde, tanto em humanos quanto em animais. Apóia-se na comparação do procedimento à aplicação de uma vacina autógena, estimulando a resposta imune do organismo diante de uma série de problemas, infecciosos ou não, cuja explicação se baseia no raciocínio do foco de infecção.

Entenda como ela funciona:

Sem contra indicações ou reações adversas, sem restrições de idade, sexo ou doença, ela consiste em retirar semanalmente uma  pequena quantidade  de sangue, como se  fosse uma simples coleta para um exame de sangue e, logo em seguida,  sem  qualquer  alteração,  injetar  esse  sangue   no músculo deltóide, na coxa ou no glúteo da própria pessoa , como  se  fosse,  e  é,  uma  vacina, imitando  um  hematoma comum, só que invisível, pois é intramuscular. O sangue vai estimular  o  sistema  imunológico,  as  defesas  naturais  do corpo,  tal  qual  uma  vacina  qualquer,  provocando  uma reação  do  sistema imunológico  levando  à  cura,  por  exemplo,  de  doenças alérgicas  ou  infecciosas,  amenizando  doenças  crônicas  e suas sequelas, levando à melhora da qualidade de vida do doente,  diminuindo  seu  sofrimento,  a  fragilidade  da  sua saúde, provocando, ainda, uma maior resistência aos efeitos colaterais das medicações alopáticas em geral, acelerando a  convalescença  do  doente  ou  como  um  preventivo, aumentando  sua  resistência  imunológica,  e  evitando doenças ainda não manifestas. O tratamento convencional proposto por médico alopata nunca deve ser abandonado, devendo-se usar a ah como complemento, concomitantemente.

O seu sistema imunológico interpreta o sangue injetado no músculo  como  uma  invasão  externa  num  primeiro  momento  e,  ao analisar essa  invasão,  esse  sangue  não  é  reconhecido  como  tecido autólogo  (do  próprio  corpo),  exatamente  como  ocorre  com  um hematoma, que nada mais é que um sangramento interno, subcutâneo. Nesse momento,  o  sistema imunológico vai  providenciar  a  limpeza  da  região (assim acontece  com  os  hematomas,  vão  sumindo  aos  poucos), quadruplicando a quantidade de macrófagos, que são os “faxineiros” do  corpo.  Em  consequência,  os  macrófagos  fazem  uma  espécie  de varredura no corpo, eliminando ou reduzindo todas as impurezas (vírus, agentes  tóxicos,  infecciosos,  etc…)  que  causam  ou  causarão  alguma doença, mas  que passaram desapercebidas pelo seu sistema imunológico. E ainda “treina” seu sistema imunológico a não agredir seu próprio corpo,  curando  ou  diminuindo  doenças  auto-imunes,  ao  “desviar”   a atenção do sistema imunológico,  para não mais agredir seu corpo.

Abaixo segue vídeo da auto-hemoterapia em um cão.

E você, conhece a auto-hemoterapia? Já fez? Seu animalzinho já fez? Como foi o tratamento? Queremos ouví-lo!

*Artigo científico “Auto-hemoterapia, intervenção do Estado e bioética”. Autores: Denise Ferreira Leite, Patrícia Fernanda Toledo Barbosa, Volnei Garrafa. 

*Auto-Hemoterapia: Contribuição para a Saúde – Conversa com Dr. Luiz Moura (http://pdfcast.org/download/auto-hemoterapia-por-olivares-rocha-livreto-de-2010.pdf).

OBS: Obrigada pela dica, Karine Silva e ao leitor Olivares por indicar um ótimo material, completando assim a matéria antes postada.

Marilia Escobar 

Published in: on 16/11/2012 at 15:59  Comments (6)  
%d blogueiros gostam disto: