Lixo plástico sobre o Pacífico constitui um 7º continente no mundo.

Guiada por satélites de alta tecnologia, uma escuna francesa da década de 1930 partiu ao encontro do “7º continente” – uma gigantesca placa de lixo plástico que flutua no Oceano Pacífico, seis vezes maior do que a França. “Chocado pelos detritos encontrados no mar” durante sua participação numa competição de remo, em 2009, o explorador Patrick Deixonne decidiu realizar essa expedição científica para alertar o mundo sobre a catástrofe ecológica em curso no Nordeste do Pacífico.

“A placa de lixo fica em águas pouco usadas pela marinha mercante e o turismo, e a comunidade internacional não se preocupa por enquanto”, diz Deixonne. Membro da Sociedade de Exploradores Franceses (SEF), que patrocina a aventura, e fundador da Ocean Scientific Logistic (OSL), com sede em Caiena, na Guiana Francesa, o explorador informou à agência France Presse querer “ser os olhos dos franceses e dos europeus para esse fenômeno”.

A missão partiu em 2 de maio de San Diego (EUA), a bordo de uma escuna de dois mastros construída em 1938, para um mês de navegação de 4.630 quilômetros, entre a Califórnia e o Havaí, onde o explorador Charles Moore descobriu, por acaso, em 1997, a incrível massa de resíduos plásticos.

Texto retirado do jornal Estado de Minas. 

OBS: Obrigada pela matéria, Karine. 

Marilia Escobar

Anúncios

The URI to TrackBack this entry is: https://mariliaescobar.wordpress.com/2012/11/06/lixo-plastico-sobre-o-pacifico-constitui-um-7o-continente-no-mundo/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: