Curso “Educação para Sustentabilidade” em SP.

419266_423083534446953_511398832_n

Anúncios

1º Festival de Porções Vegetarianas em BH. Participe!

602080_475317462517164_1457378215_n

Published in: on 24/02/2013 at 19:05  Deixe um comentário  

Feira de Adoção no Rio dia 24/02. Participe!!!

58443_427491674001967_1612037082_n

Published in: on 21/02/2013 at 22:04  Deixe um comentário  

Peixe com radiação elevada é fisgado a 200 km de Fukushima, diz emissora.

Um peixe foi fisgado a cerca de 200 km ao sul da usina nuclear de Fukushima, no Japão, com quantidade de césio radioativo por quilo acima do limite legal do país, informou a emissora pública japonesa “NHK” por meio de nota, nesta segunda-feira (18).

Autoridades da Prefeitura de Chiba, no Japão, afirmaram ter obtido esta leitura ao examinar um peixe do tipo perca, fisgado a cerca de 10 km do litoral do município de Choshi, na última quinta-feira (14).

peixe1

A cidade de Choshi está a 200 km ao sul da central atômica de Fukushima, que foi palco do maior desastre nuclear dos últimos anos. A catástrofe ocorreu em março de 2011, após um gigantesco tsunami, provocado por um violento terremoto de magnitude 9, afetar gravemente o funcionamento da central e provocar o vazamento de radiação em uma zona do nordeste do país, forçando a evacuação de centenas de milhares de pessoas.

O exemplar de peixe obtido continha 130 becquerel de césio radioativo por quilo, acima dos 100 becquerel estabelecidos como quantidade máxima pelo governo japonês.

Após o acidente na usina, em 2011, o Japão rebaixou no ano passado o limite máximo permitido de césio em produtos comestíveis para adultos, de 500 para 100 becquerel por quilo.

É a primeira vez que um peixe fisgado em Chiba supera o limite de concentração de radioatividade definido pela lei japonesa.

Em todo caso, as cooperativas da cidade de Choshi já haviam suspendido as vendas de percas japonesas como medida preventiva, após detectarem 60 becquerel de césio por quilo em um exemplar pescado no litoral da cidade, em dezembro do ano passado.

Texto retirado do site G1.

Justiça manda castrar doze tigres de mantenedouro em Maringá.

 

tigres_9

A Justiça Federal decidiu que 12 tigres do mantenedouro Ary Marcos, que fica em Maringá, no norte do Paraná, sejam castrados. A decisão é com base na Instrução Normativa 13, de 6 de dezembro de 2010, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que determina que felinos sejam esterilizados. A sentença foi publicada na sexta-feira (15) e ainda cabe recurso.

Na sentença, o Juiz de Direito José Jácomo Gimenes disse que os tigres e leões não pertencem naturalmente à fauna brasileira. Por isso, acredita que a esterilização não ocasionaria a redução da população da espécie, muitos menos a extinção.

“Essa instrução normativa determinou que se fizesse esterilização em todos os felinos de grande porte do país. O Ibama que seria o órgão responsável pela preservação da espécie está levantando uma bandeira do extermínio. A única coisa certa disso é que esse animal não vai conseguir reproduzir mais. Então, dizer e determinar que se faça vasectomia é levantar a bandeira do extermínio”, explicou ao G1 o advogado que cuida do caso Vanderlúcio dos Santos Baum.

De acordo com o advogado, no mundo existem 3.200 tigres. E os 12 tigres do mantenedouro que fica em Maringá representam 0,37% da população mundial. Ele garante que esta decisão é contrária à legislação internacional da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Organização das Nações Unidas para a educação, a ciência e a cultura (Unesco), que prevê a proteção à fauna e à flora. “Eles estão descumprindo e violando o pacto. No cenário mundial, enquanto países se unem com o objetivo máximo de preservação, em especial das espécies ameaçadas de extinção, o Brasil, através de normas do Ibama, que sequer tem força de lei, contraria os diplomas internacionais e sustenta a esterilização da espécie”, completou.

Baum contou que o Ibama tomou esta medida pelo fato de terem nascido em cativeiro sete filhotes de tigres. O órgão considerou a situação gravíssima e pediu para vasectomizar os animais para que outros não descendam deles.

No começo de março, Baum fará uma viagem a Nova York, na qual irá protocolar na sede da ONU um memorando sobre a situação que está acontecendo no Brasil com o caso dos tigres.

Paixão pelos tigres

O proprietário do mantenedouro que abriga, além dos 12 tigres, mais duas leoas e cães, disse ao G1 que cuida dos animais com o objetivo de preservar a espécie e não vai deixar que eles sejam castrados. “Como vai ser daqui alguns anos. Os filhos, netos vão conhecer um tigre só pela internet, pelas revistas? Isso não pode acontecer”, assegurou. Ary Borges da Silva tem autorização do Ibama para cuidar de felinos em extinção, vítimas de maus tratos e abandono.

Os animais são criados em um cativeiro, na própria casa do Ary. No local, há três piscinas para os tigres tomarem banho, jaulas, alimentação balanceada, acompanhamento de um veterinário e assistência de estagiários de faculdades de Agronomia e Biogia.

Os felinos são conhecidos nacionalmente, pois participam de novelas, comerciais e são modelos em ensaios fotográficos. Segundo Silva, boa parte da verba para poder sustentar o mantenedouro é tirado do próprio trabalho dos animais.

montagem_tigres_vale_1

Texto retirado do site G1.

Published in: on 19/02/2013 at 19:07  Deixe um comentário  

I Encontro de Capacitação de Protetores em BH.

307338_491037250953198_541468339_n

Published in: on 17/02/2013 at 11:21  Deixe um comentário  

Receita de leite artificial para cães e gatos.

Amigos Leitores,

Se vocês precisam de leite artificial para seu filhotinho de cão ou gato, aproveitem a receita abaixo. Ela renderá 1 litro de leite.

·  800ml de leite integral
·  200ml de creme de leite
·  4 colheres de sopa de Calcigenol.
·  1 colher de sopa de Vitaminer líquido
·  Até os 15 dias de idade, adicionar também uma colher de sopa de óleo de fígado de bacalhau; suspendendo-o após este período.

Da terceira até a quarta semanas de vida, engrossar o leite, utilizando três colheres de sopa de leite em pó para um copo de leite de vaca.

O leite da cadela é mais “forte” que o leite de vaca, pois os cães mamam por um período máximo de um mês e precisam ganhar peso e condições para manutenção sem cuidados maternos.

O leite artificial pode ser armazenado em geladeira (não em congelador) durante uma semana, devendo ser retiradas pequenas quantidades que devem ser aquecidas a 40°C antes de utilizadas.

gato-e-cachorro-filhotes

Texto recebido pelo FB.

Published in: on 17/02/2013 at 11:15  Comments (1)  

Morre maior crocodilo em cativeiro no mundo.

crocodilo-620

O maior crocodilo do mundo em cativeiro, de 6,7 metros, morreu nas Filipinas neste domingo (10), 17 meses após ser capturado no sul do país, informam seus tratadores.

O animal foi capturado em setembro de 2011 por ser suspeito de matar e devorar um pescador e uma criança de 12 anos. Ele era mantido em cativeiro em Bunawan, pequena cidade da Ilha de Mindanao.

O crocodilo chamado de “Lolong” foi considerado pelo livro dos recordes Guinness o maior em cativeiro em 2012, destronando “Cassius”, que tinha 5,48 m e que vive em um parque na Austrália.

crocodilo

Texto retirado do site G1.

OBS: É complicado, né? Invadimos o espaço dele e o pobre ainda é culpado pela morte de pessoas. Culpa de quem, dele ou nossa? 

Marilia Escobar

Published in: on 11/02/2013 at 16:13  Comments (3)  

Aumenta a apreensão de bichos clandestinos em aeroportos do país.

Provavelmente, o destino dela seria viver como animal de estimação de alguém que estava aguardando sua chegada ao Brasil. Mas a iguana, que viajou vários quilômetros embalada numa caixa de papelão fechada com fita adesiva, não foi entregue no endereço de seu destino, ao contrário das outras encomendas do mesmo voo. A entrada do bichinho no país foi barrada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O caso é curioso e triste ao mesmo tempo – porque não é o único. Além de animais exóticos, doce de leite, camarão em conserva, queijos, sementes e flores têm cada vez mais atravessado as fronteiras brasileiras de forma irregular. Sem autorização, há risco de entrada de epidemias ou doenças que se alastram sem controle. “Quando uma praga nova chega ao país, não encontra resistência e se espalha descontroladamente”, explica Harumi Hojo, responsável pela triagem de produtos vegetais e assistente do Instituto Biológico, da Secretaria de Agricultura de São Paulo.

No ano passado, foram apreendidas 75 toneladas de produtos alimentícios ou animais nos cinco principais aeroportos brasileiros – volume recorde, segundo o Mapa. Em um ano, o total de apreensões subiu 25%, a maior alta anual já registrada pelo órgão. Todos os voos fiscalizados são internacionais e a maioria dos produtos apreendidos é para o consumo ou para uso próprio. Só do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, foram 50 toneladas de itens irregulares, dois terços das apreensões feitas ao longo do ano. Em segundo lugar, ficou o aeroporto Galeão, no Rio de Janeiro, com 12 toneladas.

Arte-apreensoes-de-animais-2-original

O crescimento no volume de produtos e animais apreendidos coincide com o aumento do número de viajantes

 que passam pelos aeroportos brasileiros. Desde 2000, o número de passageiros com destino ao exterior aumentou 16,6% para um recorde de 24,4 milhões no ano passado. O desconhecimento faz as pessoas cometerem a imprudência de colocar na mala alimentos típicos de vários países, como queijos franceses, o presunto espanhol ou o doce de leite argentino. “Geralmente esses itens vêm escondidos no fundo das malas, em embalagens falsas de cigarro ou no paletó”, conta Mirela Eidt, fiscal federal agropecuária. Qualquer produto de origem animal, como lácteos, embutidos, pescados e alguns de origem vegetal, como sementes, mudas e frutas são proibidos. O perigo é a disseminação de pragas, como a “vassoura de bruxa”. Esse fungo prejudicou a produção de cacau na Bahia, região responsável por 70% do plantio nacional. Não há como pagar multa ou pedir uma análise do Mapa para recuperar o produto. Todos são incinerados.

O Mapa tem aumentado as fiscalizações em aeroportos. Em janeiro, as apreensões dobraram em relação ao mesmo mês do ano passado. O objetivo é evitar casos como a do caramujo africano, que entrou no país nos anos 80 para substituir o escargot, um tipo de caracol comestível. O Ibama proibiu sua criação e o caramujo foi jogado na natureza. Hoje, é uma praga que destrói alfaces e orquídeas. Como as plantas, animais trazem algumas doenças – a Febre Aftosa, que pode afetar bovinos e suínos, e a peste suína chegaram ao país dessa maneira. “Somos excelentes produtores de carne suína”, diz Mirela. “Sacrificar animais doentes traz um prejuízo econômico considerável para o país.” E não adianta ter boa intenção, como um senhor que foi pego com três coelhos dentro da mala que seriam dados de presentes para as netas. Dois chegaram mortos – provavelmente sufocados – no Brasil. O terceiro teve de ser sacrificado, assim como a iguana embalada na caixa de papelão. Segundo o Ministério, sacrificar os animais que chegam de forma clandestina na bagagem é uma prática comum, tendo em vista que poucos podem ser devolvidos ao seu país de origem.

Arte-apreensoes-de-animais-size-575

Texto retirado do site VEJA.

‘Chuva de aranhas’ assusta moradores do Paraná.

Um morador de Santo Antônio de Platina, no norte do Paraná flagrou um fenômeno chamado “chuva de aranhas”, no último domingo (3).

O designer Erick Reis, de 20 anos, estava fotografando uma festa de noivado e, no final da tarde, quando saia do local, viu o emaranhado de aranhas. Mesmo assustado, o jovem ligou a câmera e fez um vídeo de cerca de 4 minutos.

Pelas imagens é  possível ver que as aranhas estão presas a teias e, como se movimentam rapidamente, dão a impressão de estarem caindo do céu, como uma chuva.

Segundo afirmam especialistas, o fenômeno é comum. As aranhas ficam nas árvores durante o dia e no fim da tarde e início da noite constroem uma espécie de lençol de teias para capturarem insetos.

Assista ao vídeo:

Texto retirado do site BHAZ.

OBS: E você, teria coragem de ficar embaixo dessas aranhas?? rs

Marilia Escobar

Published in: on 10/02/2013 at 10:26  Deixe um comentário  
%d blogueiros gostam disto: