Governo brasileiro proíbe pesca de espécie de tubarão ameaçada.

Os ministérios do Meio Ambiente e da Pesca e Aquicultura proíbem a pesca, o armazenamento, o transporte e a venda do tubarão galha-branca-oceânico (Carcharhinus longimanus) em todo o território nacional. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) do dia 13/03.

O animal está na lista de espécies aquáticas ameaçadas de extinção elaborada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

galhabranca

Segundo o governo, os tubarões capturados de forma acidental deverão, obrigatoriamente, ser devolvidos inteiros ao mar, vivos ou mortos. Além disso, os mapas de bordo das embarcações deverão constar o registro dos galhas-brancas capturados e devolvidos.

A proibição, porém, não se aplica a capturas de tubarões destinados a pesquisas científicas, desde que devidamente autorizadas pelo órgão ambiental competente, segundo o texto do DOU.

As embarcações, os pescadores – profissionais ou amadores – e as indústrias de pesca que desobedecerem à decisão ficarão sujeitos a sanções e terão cancelados seus cadastros, autorizações, inscrições, licenças, permissões ou registros de atividade.

Texto retirado do site G1.

Anúncios

Médicos diagnosticam parasitas com ‘microscópio de iPhone’ na África.

celular2

Cientistas improvisaram um microscópio usando um iPhone, fita adesiva dupla face, lanterna, placas de laboratório comuns e uma lente de câmera de US$ 8. O objetivo foi diagnosticar verminoses na área rural da Tanzânia, na África, aponta um estudo publicado.

A pesquisa detalhando como criar o microscópio de campo foi divulgada no periódico “American Journal of the Tropical Medicine and Hygiene”. Nela, os médicos demonstraram como usar o celular com esta finalidade, adaptando-o para ser um microscópio de baixo custo.

Com o aparelho, cientistas identificaram ovos de ancilóstomo (um tipo de verme) e outros parasitas nas fezes de crianças infectadas.

“Tem havido muito improviso em laboratórios, com microscópios feitos usando celulares, mas esta é a primeira vez que a tecnologia foi usada em campo para diagnosticar parasitas intestinais”, disse Isaac Bogoch, médico especializado em doenças infecciosas do Hospital Geral de Toronto, principal autor do estudo.

A inovação pode ajudar a tratar pacientes infectados com parasitas, segundo a agência de notícias AFP. Vermes intestinais infectam 2 bilhões de pessoas no mundo todo, sobretudo crianças, às vezes causando subnutrição.

As doenças causadas por parasitas podem ser difíceis de diagnosticar, em parte por causa do elevado custo de um microscópio convencional, estimado em cerca de US$ 200, afirmam os pesquisadores.

Comparação

Os cientistas usaram os microscópios de celulares para avaliar 200 amostras de fezes de crianças  infectadas com vermes, e compararam os resultados com os obtidos com um microscópio convencional.

Eles descobriram que, em termos gerais, o microscópio de iPhone conseguiu detectar a presença de ovos depositados por vermes em cerca de 70% das amostras infectadas.

Embora não seja tão sensível quanto o dispositivo convencional, o iPhone adaptado como microscópio pode ser aperfeiçoado, disse Bogoch. “Nós pensamos que os microscópios de celulares podem, em breve, se tornar uma ferramenta de diagnóstico valiosa em regiões pobres e remotas”, afirmou.

Como o celular é um aparelho comum, o custo para adaptá-lo é considerado desprezível em comparação com um microscópio convencional, ressaltaram os cientistas.

Vermes intestinais, como ancilóstomos e nematelmintos, são particularmente problemáticos em crianças pequenas, podendo causar anemia crônica e subnutrição, afirma a AFP. No entanto, se o diagnóstico for rápido, os impactos negativos da parasitose para a saúde podem ser reduzidos.

Texto retirado do site G1.

Curso “Aquecedor Solar de Baixo Custo” no dia 06/04 em BH.

curso

3ª Cãominhada Unificada em BH. Você não pode perder!!!!

UNKNOWN_PARAMETER_VALUE

OBS: Para melhor visualização do banner, clique nele.

Published in: on 31/03/2013 at 18:15  Deixe um comentário  

25ª Feira de Adoção Cães e Gatos em BH.

157093_440508652701693_942682504_n

Published in: on 23/03/2013 at 10:23  Deixe um comentário  

Curso Anatomia de Serpentes em BH. Não perca!!!!!

71964_444423672300855_1397940376_n

Published in: on 17/03/2013 at 15:48  Deixe um comentário  

Feira de adoção em BH no dia 23/03. Participe!

734564_323246041112473_1553930782_n

Published in: on 15/03/2013 at 21:26  Deixe um comentário  

Feira de adoção em BH. Você não pode perder!!!!

601610_548039348563573_538480688_n

Published in: on 15/03/2013 at 19:16  Deixe um comentário  

Especialistas advertem sobre invasão de mosquitos gigantes na Flórida.

130312123555_mosquito_304x171_universityoffloridaO estado da Flórida, no sudeste dos Estados Unidos, poderá ser tomado por mosquitos gigantes no verão deste ano, advertem especialistas. A fêmea da espécie Psorophora ciliata é até 20 vezes maior que a das espécies mais comuns de mosquitos, e sua picada é capaz de penetrar até em camadas de roupa.

A espécie é comum em toda a costa leste dos EUA, mas poderá aparecer em quantidade muito acima do normal este ano no nordeste da Flórida.

Segundo o entomologista Phil Kaufman, professor do Instituto de Ciências Alimentares e Agrícolas da Universidade da Flórida, as fortes chuvas tropicais registradas em 2012 na região, incluindo a passagem do furacão Debby, criaram condições ideais para a proliferação desses insetos.

As fêmeas Psorophora ciliata costumam pôr seus ovos no solo à beira de lagoas, córregos e outras fontes d’água que transbordam quando há chuvas fortes. E as larvas só nascem quando os ovos estão na água.

“Esses mosquitos têm capacidade de pôr ovos que podem ficar dormentes por vários anos, até serem mergulhados na água”, explica Kaufman.

‘Picada dói bastante’

As fêmeas da espécie podem chegar a quase 1,5 centímetro de comprimento e têm um corpo com marcas em preto e branco. São apenas as fêmeas que picam para sugar o sangue de animais, do qual retiram a proteína que precisam para a gestação. Já os machos sobrevivem sugando néctar de flores.

“A picada desse mosquito dói bastante, posso assegurar”, afirma Kaufman.

130312123445_mosquito_304x171_universityofflorida

Ele e outros colegas da Universidade da Flórida abriram um site para informar os moradores da região sobre a ameaça dos mosquitos e sugerir possíveis medidas para evitar picadas.

Segundo os pesquisadores, os insetos geralmente são espantados por repelentes com a substância DEET, apesar de já terem sido identificados alguns bichos resistentes. Outras recomendações são vestir calças e camisas de manga comprida e evitar regiões onde pode haver água parada após tempestades.

Apesar das picadas potencialmente dolorosas, os especialistas dizem que o mosquito não representa um grande problema de saúde pública, já que não são vetores para a transmissão de doenças, como acontece com outros insetos, como o Aedes aegypti, responsável pela dengue.

Texto retirado do site G1.

Published in: on 13/03/2013 at 22:03  Deixe um comentário  

Feira de Adoção “Adote um Amigo” em BH no dia 09/03.

69830_169584913193448_1039306888_n

OBS: Para melhor visualização do bannet, clique nele!

Published in: on 08/03/2013 at 21:22  Deixe um comentário  
%d blogueiros gostam disto: