Baleada, cadela espanta ladrão em Belo Horizonte.

“Socorro! Mataram a Tica!” Foi assim que a empregada doméstica Cleusa ligouno dia 28/05 pela manhã, aos prantos, para o patrão, o analista de sistemas Wanderson Caricatti, de 46 anos. Pelo celular, em pânico, a mulher tentava explicar que dois assaltantes haviam entrado na casa da família, no Bairro Salgado Filho, na Região Oeste de Belo Horizonte. Estavam preparados para fazer uma limpa – já haviam embalado joias, eletrodomésticos e objetos de valor em trouxas, feitas com lençóis. 

20130529001409372711i
Foram impedidos pela valentia da cadela Tica, mestiça de rottweiler, de 5 anos, que avançou nos ladrões e latiu alto até ser atingida por um tiro de revólver 38 na cabeça. Mesmo ensaguentada e em desvantagem, Tica não desistiu: perseguiu os assaltantes até o portão e não descansou até que batessem em retirada, com a ajuda de um terceiro cúmplice, que aguardava a dupla com o Audi A3 prata na esquina.

A dona da casa, a securitária Letícia Bezerra, de 40 anos, dá mais detalhes sobre o assalto: “Saí de casa às 7h30 para trabalhar com meu marido e meu filho, de 7 anos. Os ladrões já tinham tudo armado. Eles arrombaram o portão da casa, tornaram a fechar para ninguém desconfiar e depois entraram pela janela. Estavam embalando tudo quando a empregada chegou, às 10h.” Ela conta que, na pressa, uma enorme chave de fenda foi deixada para trás.

Cleusa entrou pela porta de serviços, como faz sempre, dando acesso à rottweiler, que fica presa na lateral da casa. Percebeu que a cachorra estava estranha e que, em vez de entrarem juntas na cozinha, como fazem sempre, Tica entrou correndo. “Assim que passou pela porta, a cadela disparou a latir, assustando os ladrões. Deu tempo de Cleusa gritar e sair correndo. Tica continuou avançando e os ladrões não tiveram outra saída a não ser atirar e sair correndo. Mesmo ensanguentada, Tica foi atrás dos ladrões, que ficaram presos na varanda. Cleusa teve de segurar a cachorra e abrir o portão com o controle. Só depois, ela ligou, gritando e chorando”, contou Wanderson.

Os ladrões fugiram correndo, com mochilas nas costas, levando um i-Pad, poucas joias e uma câmera fotográfica. “Isso não é nada. Se não fosse a Tica, poderiam ter rendido a Cleusa e levado nossa casa inteira”, comenta Letícia. O marido concorda: “Tica salvou a pátria. Os assaltantes planejavam fazer uma limpa. Não iria sobrar nada”. O empresário correu para casa e chamou a polícia pelo 190. Duas viaturas da Polícia Militar chegaram minutos depois. “Os soldados ficaram emocionados com a história da Tica e ajudaram a improvisar uma maca com restos de cobertor”, explicou Wanderson, que rumou imediatamente com a cachorra para a clínica veterinária. 

20130529072934577852a
Socorro

Apesar de passado o susto, Cleusa fez questão de seguir junto para o veterinário. Com 10 anos de serviços na casa, ela chama a cadela de 48 quilos de Bebê. “A cachorrinha deu sorte. A bala entrou pelo focinho, passou pelo céu da boca, entrou direto pela traqueia e ficou alojada no pescoço. Não fraturou nem um osso”, explica Carlos Augusto Campos Assis, dono da clínica.

Depois de sofrer três cirurgias e ser entubada, em procedimento de hora e meia, os prognósticos de Tica são bons. “A princípio a bala não pegou nada de nobre e nenhum vaso importante, se não ela tinha morrido por hemorragia. É cedo para dizer se vai haver sequelas”, complementou o veterinário Alexandre Nagem.

“A cachorrinha tem boa chance de sobrevivência. Na verdade, nasceu de novo. Dá uma tristeza profunda, porém, perceber que não existe mais respeito pela vida nem a do homem, nem a do animal, que só estava agindo por instinto, defendendo o patrimônio dele e dos seus donos”, diz Carlos Augusto Campos Assis, dono da Clínica Veterinária São Francisco de Assis. Segundo ele, é o terceiro caso de cão ferido por assaltantes este ano na instituição.

Texto retirado do site Estado de Minas.

Published in: on 18/08/2013 at 17:46  Deixe um comentário  

IV Encontro de Pesquisa em Parasitologia na UFMG.

image005

ias: 27 e 28 de Novembro

Local: Auditório Nobre do CAD I – UFMG Pampulha

Site: www.parasitologia.icb.ufmg.br/ep2013

Facebook: https://www.facebook.com/pages/IV-Encontro-de-Pesquisa-em-Parasitologia/475450542540001?fref=ts

                           Inscrições abertas!!!

Published in: on 18/08/2013 at 17:36  Deixe um comentário  

Curso “Biologia Marinha” em Arraial do Cabo. Não perca!

Amigos,

Fiquei super empolgada quando vi este curso. É o sonho de todo biólogo, certo? E o melhor, mergulhar com cilindro e sem ajuda de ninguém, super autônomo.

Quem tiver $$ e disponibilidade para viajar, NÃO PODE PERDER!

Fica a dica excelente!

image

Abraços e sejam felizes!

Marilia Escobar

Minicurso “Biologia e Genética Clínica” em BH dia 29/07.

Cartaz minicurso 29 junho

Curso Ecologia de Pequenos Mamíferos em Monte Belo/MG.

Banner

O Instituto Sul Mineiro está promovendo o curso Noções básicas para trabalhos em ecologia de Pequenos Mamíferos Terrestres. Este curso tem como objetivo introduzir os alunos a conceitos teóricos e a prática de trabalho de campo com pequenos mamíferos, com ênfase na prática de captura dos indivíduos, preparos para tombamento em coleções científicas, noções básicas para identificação, bem como noções básicas para amostragem e análises estatísticas.

Palestrante: Felipe Santana Machado, Doutorando na UFLA.
http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=S775157

Programa do curso:

Preparativos para o trabalho de campo, etiquetas para meio seco e meio liquido e planilha para checagem das armadilhas; procedimentos de biosseguranca para coleta e preparação de pequenos mamíferos; preparação da isca, escolha das armadilhas; escolha dos locais, formação de trilhas, colocação e marcação de armadilhas, georeferenciamento das trilhas; procedimento de revisão e re-iscagem das armadilhas, transporte dos espécimes ao laboratório; procedimentos para taxidermia em meio seco, conservação em meio liquido, transporte dos espécimes preparados; e coleta de tecidos para procedimentos moleculares; noções básicas de identificação dos pequenos mamíferos; bem como noções básicas para amostragem e análises estatísticas.

Data: 05 e 06 de Outubro de 2013

Valores*: 300,00 a vista ou

               3 X 115,00

* No valor da inscrição esta incluído hospedagem na Reserva Privada Fazenda Lagoa, alimentação durante o curso e certificado de 15 horas.

Local: Reserva Privada Fazenda Lagoa, Monte Belo/MG (próximo a Alfenas, sul de MG)

Coord. geográfica: 21°24’41.89”S e 46°15’54.09”O.

Inscrições e informações. Rafael Laurindo email-rafaelslaurindo@gmail.com

MAIORES INFORMAÇÕES: www.ismecn.blogspot.com

Texto recebido por email.

Published in: on 19/07/2013 at 19:20  Deixe um comentário  

Baleia com 25 toneladas é encontrada morta no litoral da BA.

Equipes do Instituto Baleia Jubarte (IBJ) e da ONG Pat Ecosmar encontraram morta, na manhã desta quinta-feira, uma baleia jubarte fêmea com 11 metros de comprimento e peso estimado de 25 a 30 toneladas. O animal foi achado na praia do Espelho, em Porto Seguro, litoral sul da Bahia.

 baleia-morta-ba-namidia-comunicacao-divAs equipes se deslocaram para o local com o objetivo de averiguar a situação do animal e investigar as causas da morte. De acordo com a organização não governamental, a baleia já chegou morta à praia.

 O IBJ informou que a informação de que a baleia estava na praia chegou na quarta-feira, mas as equipes chegaram hoje ao local. “Provavelmente, ela pode estar lá desde terça”, informou Lucian, segundo o qual as equipes irão investigar se o animal teve alguma fratura pelo corpo.

 Este é o segundo caso de baleia jubarte encontrada morta este ano – o primeiro ocorreu em 9 de junho num local de difícil acesso (com acesso somente por barco), na praia de Barra Velha, em nova Viçosa, também no litoral sul baiano.

 Foi uma baleia macho, com idade entre 60 e 70 anos, 13 metros de comprimento e peso estimado de 40 toneladas. Na época, o IBJ confirmou as suspeitas de que o animal foi morto por atropelo de embarcação, pois “estava com uma fratura muito grande no crânio”.

O mês de julho marca, todo ano, o início da temporada de migração das baleias jubarte, que saem da Antártida (de águas geladas) para o litoral brasileiro (de águas quentes) para acasalar e ter seus filhotes. A temporada vai até novembro. Empresas de turismo aproveitam a época para realizar passeios para observar os animais.

De acordo com o IBJ, para esta temporada são esperadas 14 mil baleias – a maioria delas (95%) fica no Parque Marinho de Abrolhos, litoral sul baiano. Censo de 2011 do IBJ, realizado entre o litoral de Sergipe e Rio de Janeiro, constatou 11.418 baleias. Pesquisa de 2008 havia registrado 9.330 indivíduos.

Com a temporada, o IBJ tem realizado também campanhas de orientação à população sobre como proceder em caso de encalhes, que de 2002 a 2005, chegaram a 22 casos por ano no Brasil. Já entre 2006 e 2009 o número foi pra 37 animais e em 2010 foi a 96 – maior registro dos últimos anos. Em 2011 houve redução para 39 encalhes e ano passado voltou a subir, com 44 casos.

“A orientação é que em caso de encalhes (a população) entre em contato com o programa de resgate e não toque no animal. É comum, principalmente em locais de fácil acesso e no caso de animal ainda em vida, a população se reunir para tentar salvá-lo. É essencial, entretanto, que o trabalho seja feito por especialistas preparados para devolver o animal à água, no caso de bicho vivo em boas condições, ou para avaliar e possibilitar a retirada da carcaça quando a baleia ou outro animal chega à areia já decomposto”, comunica o IBJ.

Os telefones do programa de resgate (ligações a cobrar são aceitas) são: Praia do Forte (Salvador): 71-3676-1463 e 71-8154-2131; ou Caravelas (BA): 73-3297-1340 e 73-8802-1874. O IBJ frisa que conta com uma rede de parceiros que o auxilia no trabalho de resgate em várias partes do Brasil.

Texto retirado do site Terra.

Published in: on 19/07/2013 at 13:02  Deixe um comentário  

Mestrado em Recursos Naturais do Cerrado.

A Universidade Estadual de Goiás abriu as inscrições para o processo seletivo no Mestrado em Recursos Naturais do Cerrado (RENAC).

O objetivo do curso é formar recursos humanos altamente qualificados e com uma visão interdisciplinar para as questões ambientais do Cerrado, bem como capacitar esse profissional para atuar no magistério e nas empresas. Serão ofertadas 19 vagas.

As inscrições vão até o dia 1º de fevereiro de 2013 e deverão ser feitas pessoalmente, por procuração ou pelos Correios, via SEDEX.

Mais informações: http://www.prp.ueg.br/renac .

Texto recebido por email pelo CRBio 04.

Published in: on 17/07/2013 at 17:18  Deixe um comentário  

Site ajuda turistas a escolher destinos que não exploram animais.

paisagem

Instituições de bem-estar animal, biólogos e profissionais de diversas áreas se uniram para criar o www.RIGHT-tourism.org– um site para ajudar a evitar que turistas contribuam com o sofrimento animal durante as viagens. O site essencialmente “animal-friendly” foi desenvolvido pela Care for the Wild International, uma organização de proteção à vida selvagem, em associação com a Humane Society International, com a League Against Cruel Sports e a The Broke. As informações são da League.org.

O RIGHT-tourism.org permite que os turistas busquem informações factuais de qualquer país do mundo no que diz respeito a questões relacionadas à exploração de animais no turismo.

Philip Mansbridge, presidente da Care for the Wild International, explica o objetivo do site: “O RIGHT-tourism.org ajuda os turistas a fazerem escolhas sensatas pois provê informações – muitas das quais estão ocultas por trás das fachadas de atrações que incluem animais, festivais ou eventos esportivos. Tristemente, muitos turistas acabam encorajando de maneira equivocada os maus-tratos a animais pois eles não conseguem visualizar esse aspecto ao escolher um destino. A grande sacada do site é que ele não diz para fazer ou para não fazer algo; ele apenas ajuda a fazer escolhas com as quais você se sente confortável. O RIGHT-tourism é uma ferramenta para ajudar a realizar turismo responsável, humanitário e livre de culpa”.

O diretor executivo da The League, Joe Duckworth, acrescenta: “O projeto RIGHT-tourism é uma iniciativa global e fantástica, e nos sentimos agraciados por estarmos envolvidos nele. A The League apóia plenamente a promoção da viagem ética e acredita que esta é uma perfeita plataforma para educar turistas sobre algumas das horríveis crueldades que acontecem em nome da tradição como, por exemplo, o Pamplona Bull Run, o Calgary Stampede e o El Tora de la Vega, para citar apenas alguns”.

A expectativa coletiva das organizações que conduzem o site é fazê-lo se tornar parte do checklist de viagem de todos os que se preocupam com os direitos animais no mundo todo.

“O projeto tem potencial para crescer, e todos nós estamos empolgados com a real diferença que cada turista, e cada um de nós enquanto turistas, pode fazer pelo simples fato de ter informação”, complementa Philip.

O site apresenta, de maneira muito organizada, informações sobre as grandes questões de exploração animal para entretenimento humano no momento, como também tem depoimentos de voluntários, dicas para engajamento no assunto pelas redes sociais, e está sempre com notícias atualizadas.

Texto retirado do site Anda News.

XII curso “Criação de animais silvestres” nos dias 27, 28 e 29/09 em BH. Participe!

XIICURSOCRIAÇÃOANIMAISSILVESTRES

Informações e Inscrições no telefone: (31) 3275-3929.

 

Curso “Aquecedor de baixo custo” em BH no dia 12/07. Não perca!

14julho

%d blogueiros gostam disto: